Tratamento para ejaculação precoce: é possível? - Clínica Alfamen

Por favor, selecione a unidade mais próxima de você.

Cadastre e receba dicas sobre saúde sexual

Tratamento para ejaculação precoce: é possível?

A ejaculação precoce é um problema comum e que pode ser superado. Ao conseguir manter o controle da ejaculação, a relação sexual durará mais e, consequentemente, seu desempenho será mais satisfatório.

Por isso, identificada a disfunção sexual, é essencial não perder tempo e iniciar o tratamento indicado pelo médico. Confira a seguir o passo a passo para trazer mais auto-confiança e prazer para sua vida!

Consulta médica

O primeiro passo, ao persistir os sintomas de ejaculação precoce, é procurar um médico. É importante tirar todas as suas dúvidas durante a consulta, descrevendo tudo que tem apresentado, quando começou a apresentá-los e conversando sobre quais são as opções possíveis de tratamento. É importante ter em mente que não há motivos para constrangimento: a ejaculação precoce é comum e pode ser tratada, mas é importante que você dê todos os detalhes necessários para que o médico possa entender melhor o problema.

Diagnóstico de ejaculação precoce

Depois do bate-papo, em que o médico certamente fará uma análise mais aprofundada sobre o histórico de saúde e vida sexual, é possível que alguns exames sejam solicitados como, por exemplo, um exame físico. Caso o quadro seja de ejaculação precoce e, ao mesmo tempo, aconteçam dificuldades para manter a ereção, o profissional pode solicitar exames de sangue para verificar níveis de testosterona.

Início do tratamento

É importante que o tratamento atue em cada um dos vários fatores que estão relacionados à ejaculação precoce e que de forma alguma seja padronizado. Afinal, se as causas para a disfunção sexual variam de um homem para outro, a avaliação de cada caso deve ser personalizada. Assim, garante-se que o tratamento adequado será recebido por cada paciente.

O tratamento pode ser feito com medicamentos ou psicoterapia. Na primeira linha, há reorientação e reeducação do paciente ou até mesmo do casal de forma que possam atingir uma vida sexual considerada “normal”. Há, ainda, a possibilidade de um tratamento cognitivo-comportamental com exercícios que ajudam a controlar o tempo de ejaculação.

Entre os mais comuns estão a técnica da distração em que o homem, durante a relação sexual, fixa seu pensamento em situações que o desliguem do sexo, como contas a pagar, estresse no trabalho ou até mesmo alguma mulher que não desperta desejo. Quando percebe que está perdendo sua ereção, o homem volta a se fixar na parceira ou em alguma situação que, ao contrário, desperte seu desejo. Para funcionar, é importante usar essa técnica algumas vezes para, assim prolongar a penetração por mais tempo.

Outra técnica eficiente é a compressão. A base da cabeça do pênis (glande) deve ser comprimida por cerca de cinco segundos assim que acontecer a primeira sensação de que o orgasmo está vindo. Com isso, dificulta-se a entrada de sangue no membro sexual e a ejaculação é, assim, retardada.

Não se pode descartar ainda a possibilidade de um tratamento com medicamentos, que podem ser indicados somente pelo médico. Por isso, é essencial nunca deixar de consultar um especialista.

A ejaculação precoce é um problema comum, que afeta homens nos mais diferentes momentos da vida. Se você identificar que os episódios se repetem e estão atrapalhando sua vida sexual, é essencial buscar ajuda especializada. Apenas desta forma será possível ter o diagnóstico correto e tratar o problema da forma adequada.

Quer saber como está a sua saúde sexual? Faça nosso teste gratuito aqui. E qualquer dúvida, entre em contato!



Por favor, selecione a unidade mais próxima de você.