Conheça os riscos do uso de medicamentos como o viagra - Clínica Alfamen

Por favor, selecione a unidade mais próxima de você.

Cadastre e receba dicas sobre saúde sexual

Conheça os riscos do uso de medicamentos como o viagra

Quem sofre de disfunção erétil costuma procurar a solução imediata. Isso porque esse tipo de problema incomoda muito e atrapalha o desempenho sexual do homem, destruindo a sua auto-confiança e satisfação.

No mercado, estão disponíveis medicamentos que prometem resolver a disfunção. Eles têm o mesmo mecanismo de ação no corpo, inibem uma enzima, a fosfodiesterase-5, e atuam estimulando a ereção. Para que atinjam o seu objetivo necessitam que o homem tenha uma exicitação ou ereção inicial espontânea.

Porém, é preciso muito cuidado ao optar por essa solução, digamos, mais imediata. Ela apresenta riscos, na maioria das vezes desconhecidos pelos homens. Pensando nisso, reunimos alguns perigos de ingerir medicamentos como o viagra. Confira:

Efeitos colaterais

A maioria dos pacientes que procura atendimento especializado já tentou usar um ou vários desses medicamentos sem sucesso, ou sofreu com desagradáveis efeitos colaterais. Isso porque eles não são isentos de riscos. Estima-se que entre 30 a 70% dos homens não respondem a esses medicamentos, dependendo da sua idade e problemas de saúde que possuem.

Muitos não podem tomar esses medicamentos devido a contra-indicações e pelo menos 15% sofrem de efeitos colaterais indesejáveis, como dor de cabeça, vermelhidão na face e no corpo, indigestão, tontura, infecção urinária, alterações visuais, entre outros.

Se  você estiver tomando remédios à base de nitrato, que são normalmente receitados para tratar  doenças do coração, você não pode usar Viagra, Levitra ou Cialis. Pesquisas mostram que a combinação desses medicamentos pode causar uma queda brusca e possivelmente perigosa na pressão arterial. Por essa razão, mesmo se você usar esses medicamentos esporadicamente e sob indicação do seu médico, você não deve tomá-los sob quaisquer circunstâncias.

Disfunção erétil

Parece estranho, já que esses medicamentos prometem a cura da disfunção erétil, não é mesmo? Mas é que, na maioria das vezes, os homens que apresentam algum problema para ter ereção já recorrem a essa solução de uma vez. E, na verdade, o problema ainda não pode ser considerado como impotência sexual, já que é um caso isolado. O uso de medicamentos como o Viagra, Levitra ou Cialis por quem não precisa pode levar à dependência psicológica e, como consequência, a um quadro de disfunção erétil.

Por isso, o ideal é sempre procurar um médico especializado para realizar o diagnóstico e prescrever o melhor tratamento para o seu caso, que pode não ser com a utilização de comprimidos vira oral. Os problemas de ereção, muitas vezes, podem ser superados com  ótima uma conversa entre o casal, e mudança de hábitos. Mas somente o especialista poderá te direcionar o melhor tratamento! Por isso, não sinta vergonha de falar sobre o assunto.

Tem alguma dúvida que podemos esclarecer? Deixe aqui nos comentários que vamos te ajudar!



Por favor, selecione a unidade mais próxima de você.